Terapia de casal é a última alternativa?

Terapia de casal é a última alternativa

Os beijos, abraços, momentos de carinho e trocas de juras de amor foram substituídos pelas discussões, brigas e desentendimentos. Seja por um acontecimento específico, ou simplesmente pelo desgaste do tempo, é muito complicado quando o relacionamento entre o casal torna-se um problema. Afinal, qual é o momento certo para buscar a ajuda de uma terapia de casal? Seria essa a última alternativa para tentar salvar o relacionamento?

Segundo os psicólogos, a terapia de casal é necessária quando o diálogo se torna impossível. Ou seja, se o casal já não consegue mais conversar sobre os seus problemas e as discussões sempre geram brigas e nenhuma solução, é a hora de buscar a ajuda de um profissional. O psicólogo, como terceira pessoa na conversa, não vai entregar as soluções, mas, sim, trabalhar como um mediador para a comunicação do casal.

Geralmente, os casais buscam a terapia após episódios de traição, distanciamento, agressividade ou exclusão. No entanto, é preciso compreender que essas situações são apenas a “ponta do iceberg”. Ou seja, aconteceram porque já havia algo de errado e insatisfações a respeito do relacionamento e da vida em casal.

Motivos mais comuns pelos quais os casais buscam a terapia:

  • Traição sexual ou emocional;
  • Brigas em excesso;
  • Silencio em excesso;
  • Agressões, mesmo que disfarçadas com ironias;
  • Traição da confiança;
  • Desconfiança de traição e crises de ciúmes;
  • Falta de comprometimento de uma das partes.

A terapia de casal salva o relacionamento?

Para essa pergunta, só há uma resposta: depende. O psicólogo só vai conseguir contribuir para salvar o relacionamento, seja ele casamento ou namoro, se realmente for essa a intenção do casal. Em alguns casos, não há mesmo como sustentar a continuidade da relação e é melhor que cada um siga o seu caminho.

A terapia de casal deve ser procurada não com a intenção de salvar o relacionamento, mas, sim, para saber se há salvação. Quando, apesar de todas as brigas, ainda há sentimento, vontade de ficar junto e consideração, é possível, sim, dialogar e renovar a relação. E, então, a terapia de casal é o momento para expor os sentimentos, angústias e anseios, a fim de deixar tudo às claras e poder ter um namoro ou casamento feliz novamente.

Já em outras situações, a terapia de casal é o que ambos precisam para realmente compreender que a relação chegou ao fim. Muitas vezes influenciados pela religião ou pela expectativa de um amor eterno, um dos parceiros, ou os dois, não consegue admitir que não é mais feliz no relacionamento e que a melhor solução seria a separação. Com a terapia de casal, é possível passar por esse momento com menos trauma e sofrimento.

A ideia é compreender qual a melhor solução para o bem-estar emocional das duas pessoas. Para isso, o psicólogo auxilia a identificar o que atrapalha o casal, encontrar novas ações e tentar fazer novos acordos. A duração da terapia de casal varia bastante, mas costuma se prolongar, em média, por seis meses, com sessões semanais e encontros individuais e em casal.

Autora: Thaiana Brotto (Psicóloga CRP 06/106524)

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.